Home
ATENDIMENTO ON-LINE DURANTE A PANDEMIA
O que é?
História da Gravidez Ativa
Kiki Faria - fundadora
Mídia
Matérias
Vídeos
Galeria de Fotos
ATENDIMENTOS
Qual é o seu momento?
Estou grávida!
Tive meu bebê e quero voltar a treinar.
Quero personal trainer, mas não estou grávida
Quero ficar grávida e me preparar.
Cursos para Gestantes em empresas
Cursos para Educadores Físicos
 
 
Artigos & Informações
Câncer de Mama

O que é câncer de mama?

 

É uma proliferação desordenada de células que se inicia dentro dos ductos mamários e forma assim o tumor. Este pode crescer, se alastrar pela mama e invadir vasos sangüíneos e linfáticos, adquirindo capacidade de se implantar e crescer em outros órgãos do corpo.

 

Por que o câncer de mama é tão perigoso?

 

Porque o tumor de mamo, se diagnosticado tardiamente e não tratado adequadamente, pode se alastrar para órgãos vitais como fígado, pulmão e cérebro e levar à morte.

 

O que é dor mamária?

 

A mama é uma glândula que responde ao estímulo de diversos hormônios e a dor mamária geralmente é causada pelas oscilações dos níveis hormonais. Pode ser freqüente e incomodar bastante, mas, quando localizada nas duas mamas e quando há melhora e piora clinicamente no período menstrual, não é preocupante e deve ser tratada na medida que atrapalha a vida da mulher.

 

Existem fatores que interferem na mutação das células?

 

Vários fatores durante a vida podem promover mutações celulares que mais tarde possam gerar tumores de mama. Um exemplo disso é a radiação ionizante sofrida pelos sobreviventes das bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki durante a II Guerra Mundial. Pacientes que sofreram radioterapia por linfoma na infância apresentam maior risco de câncer de mama. Outros questões, como uma alimentação rica em gorduras, a obesidade, a vida na cidade e o estresse, colaboram de alguma forma para o aumento do risco.

 

Como podemos saber quais os fatores de risco para o câncer de mama?

 

Existem fatores de risco importantes, como a história familiar (mãe, irmã ou filha com câncer de mama) e certas lesões mamárias diagnosticadas em biópsias, que aumentam o risco para este tipo de câncer. Mulheres com mais de 40 anos devem fazer mamografia anualmente.

 

Como é a cirurgia de mama?

 

A cirurgia pode ser radical (mastectomia) quando há necessidade de remoção de toda a mama e dos gânglios que se encontram na axila. Esta cirurgia pode ser seguida de reconstrução imediata na maioria das vezes. Se o tumor for diagnosticado em uma fase precoce, pode-se, em muitos casos, poupar a mama da paciente, fazendo uma cirurgia mais conservadora, ou seja, preservando parte dela.

 

Qual o tratamento mais comum para o câncer de mama?

 

Em geral, inicia-se pela cirurgia (que pode ser radical ou conservadora, de acordo com o tamanho do tumor e da mama), seguida de tratamento clínico com químio e/ou hormonioterapia e, certas vezes, radioterapia.

 

O que é quimioterapia? Como são aplicados esses medicamentos?

 

Quimioterapia é um tratamento complementar para o câncer de mama, com remédios injetáveis que devem ser tomados em casos selecionados. Em geral o tratamento é feito uma vez por mês durante seis meses. Seu objetivo é destruir células do tumor que possam ter "escapado" e estar circulando pelo sangue ou linfa e evitar que elas se implantem em outras partes do corpo.

 

O que é radioterapia?

 

Radioterapia é a aplicação diária do raio X sobre a mama no intuito de "esterilizar" a região contra células tumorais.

 

Quais os efeitos da radioterapia?

 

O efeito desejado é a destruição de células tumorais. Os efeitos colaterais estão cada vez menores e hoje se resumem praticamente a uma ligeira vermelhidão da pele e certas vezes algumas alterações sangüíneas.

 

Como se localiza um nódulo?

 

O tumor mamário pode ser palpado desde que tenha mais de um ou dois centímetros de diâmetro e, na maioria das vezes, pode ser encontrado durante o auto-exame. Quando o tumor For menor que um centímetro, pode ser identificado em exames como mamografia e ultra-sonografia.

 

O que é hormonioterapia?

 

Parte dos tumores mamários crescem em resposta aos próprios hormônios que a mulher possui em seu corpo (são tumores hormoniodependentes). Para combater esse efeito é usada, em casos selecionados, a terapia hormonal, que é na verdade uma série de drogas que bloqueiam a ação e/ou produção de hormônios.

 

Como deve ser a alimentação?

 

A alimentação rica em fibras e pobre em gordura faz bem em todas as fases da vida, inclusive durante o tratamento de um câncer de mama. Além disso, principalmente com a quimioterapia, o estômago pode não aceitar alimentos mais pesados. Recomenda-se também a dieta rica em soja.

 

O que é imunoterapia?

 

São formas de tratamento que aumentam a imunidade.

 

Como devo fazer o auto-exame?

 

O auto-exame deve ser realizado todos os meses, logo após o menstruação, de frente para um espelho, onde antes de tudo deve-se observar a pele de toda a mama buscando abaulamentos ou retrações, além de alterações na cor e textura da aréola e papila. Em seguida, procede-se a palpação de toda a glândula mamária, com a mão contra-lateral (ou seja, mão direita palpa mama esquerda e vice-versa), realizando movimentos rotatórios com as pontas dos dedos, girando no sentido anti-horário até completar 360 graus. A mesma palpação deve ser realizada nos axilas. Ao final, deve-se fazer uma leve pressão nos mamilos para observar se há saída de algum tipo de secreção.

 

O que são alterações funcionais benignas das mamas?

 

São modificações do tecido mamário causado, na maioria das vezes, dor mamária. Também pode acontecer o aparecimento de nódulos ou cistos (nódulos com conteúdo líquido). Essas alterações acontecem em resposta à ação hormonal.

 

Como se forma um câncer?

 

Em algum momento, não se sabe o porquê, células começam o se proliferar desordenadamente, perdem sua "capacidade de morrer" e adquirem a capacidade de apresentar mutações. Isso leva ao crescimento celular desordenado e à formação de massas que podem crescer em quase todos os lugares do organismo.

 

O câncer de mama tem cura?

 

Quanto antes for descoberto, mais fácil e rápido o câncer de mama pode ser curado.

 

Como prevenir?

 

A prevenção do câncer de mama ainda está em fase de pesquisas. A grande arma que temos nas mãos é o diagnóstico precoce, ou seja, descobrir o tumor quando ele ainda é pequeno. O ideai é diagnosticá-lo com menos de um centímetro, o que nos possibilita a cura sem a retirada da mama em 90% dos casos. O oposto ocorre quando o diagnóstico é tardio. Em geral, é necessária a retirada da mama e as possibilidades de cura são pequenas.

 

Agora que você já sabe bastante sobre câncer de mama, se toque. Seu corpo só precisa de um pouquinho de atenção.

 
 
 
 
GRAVIDEZ ATIVA - - WhatsApp: 11 976 556 336
Desenvolvido por Tudonanet